quinta-feira, julho 19, 2018

Conversas com os Putos incluído no Plano Nacional de Leitura

O livro "Conversas com os Putos" foi incluído no Plano Nacional de Leitura.

"Uma compilação de supostos diálogos entre um explicador de geometria descritiva e os seus alunos, que traça um retrato ao mesmo tempo divertido e assustador da falta de cultura e desinteresse de muitos alunos.

[Resumo da responsabilidade do Plano Nacional de Leitura 2027]"


Aqui

domingo, maio 13, 2018

The Worst of Álvaro


"O pior de Álvaro é muito melhor  que outras colectâneas de pequenas histórias de banda desenhada de outros autores. Este pequeno volume, que reúne aquelas que serão as piores histórias, começa com uma alusão às seitas religiosas, um cómico episódio sobre a forma como se exturque dinheiro às multidões, usando pessoas que se prestam a passar por doentes para que os espectadores vejam uma cura em directo. (...)"

Continua aqui ---> https://osrascunhos.com/2018/03/25/the-worst-of-alvaro/


sábado, dezembro 09, 2017

terça-feira, novembro 07, 2017

Melhor Álbum de Tiras Humorísticas - Amadora BD 2017



O Conversas com os Putos recebeu no dia 4 de Novembro o Prémio de Melhor Álbum de Tiras Humorísticas no Amadora BD 2017.

Gostaria de aproveitar para agradecer a todos os meus ex alunos pela pachorra que tiveram enquanto me iam aturando.

terça-feira, junho 20, 2017

Conversas com os Putos - Já à venda.



O que é um explicador? É alguém que tenta meter na cabeça dos alunos aquilo que não apreenderam na escola.
O que é um aluno? É alguém que passa várias horas por dia em frente de um professor, à espera do toque de saída.
O que é um professor? É alguém encarregue de manter turmas de quase trinta alunos numa sala e que ainda tem de tentar dar-lhes aulas, até ao dia em que mete baixa psiquiátrica sendo, semanas depois, substituído por alguém que até há pouco tempo ainda era aluno.
O que é este livro? É uma compilação de supostos diálogos entre um explicador de Geometria Descritiva e os seus alunos.
O propósito desta obra não é o de insultar os alunos (por muito que apeteça ao autor). Não. É o de olhar para uma geração heterogénea de miúdos que dentro de poucos anos estarão a trabalhar, nas filas do Instituto do Emprego e Formação Profissional, a votar, a ditar o que as TV transmitem e que (esta parte é importante) nos irão pagar a reforma. 


terça-feira, outubro 25, 2016